20 noviembre 2010

Lentamente vou compreendendo

Bom dia, como va todo?

As coisas por Lisboa vam muito bem, já estou integrado nesta cidade e há mil coisas para fazer e muitas pessoas com quem falar e sair. Ontem cozinhei meo primeiro jantar aquí, na morada onde vivo, e fiz-la pelos dois companheiros, e também jantou aqui o namorado da mea companheira, quem é bombeiro. Fiz cogumelos salteados com gambas e ovos, batatas assadas e alho alioli. Eles não conheciam alioli, mas gostaram muito, e jantaram muito, embora eu não sabia como explicar-les que iste alho “se repite” (mais quando iste verbo pronominal não esta no Diccionario da Real Academia Espanhola).

Quando eles falam normal eu apenas compreendo alguma coisa, mas se falam devagar é muito facil percibir-los, mas é bom que falem normal, assim meu ouvido acostuma ao Português.

Hoje vou manjar na morada dum brasileiro com uns companheiros investigadores da Universidade, e pela noite vou ir ao aniversário dum amigo que esta a trabalhar na Universidade de Évora, mas vive em Lisboa.

Ontem meus companheiros leram os post em Português disste blog, então pude advertir todos os erros de ortografia e sintaxis que tenho, mas vou fazer um curso intensivo no ISTEC, Instituto Superior de Tecnologias Avançadas.

No outro dia comprei tres livros mais: Focus, do Arthur Miller, Venançio e outras histórias, do Joaquim Paço d'Arcos, e Poesia Lírica, do Luís Camões, com certeza todos em Português.